logop33.gif (2108 bytes)

infoan.gif (53664 bytes)

drogas.gif (6090 bytes)

barra.gif (2199 bytes)

Prevenir... 

O quê?

O uso indevido e, não, as drogas.

A prevenção, aplicada ao fenômeno das drogas, visa a adoção de uma atitude responsável com relação ao uso de psicotrópicos. Isto equivale dizer que a prevenção ao uso indevido de drogas é uma intervenção cujo objetivo é evitar o estabelecimento de uma relação destrutiva de um indivíduo com uma droga, levando-se em consideração as circunstâncias em que ocorre o uso, com que finalidade e qual o tipo de relação que o sujeito mantém com a substância, seja ela lícita ou ilícita.

Assim, o eixo principal da prevenção é o ser humano.

Prevenir...

Como?

Para que uma proposta de prevenção possa ser bem sucedida, encontrar receptividade na população-alvo e surtir efeitos concretos, é fundamental que as ações sejam orientadas por idéias construtivas, considerando as necessidades e características biopsicossociais do homem. Devem, ainda, objetivar a educação em prol da formação do sujeito e de sua inserção na sociedade a partir da promoção da qualidade de vida e da valorização da vida que o preconiza enquanto um ser social dotado de vontade e capaz de transformar a si e a seu meio.

bullet.gif (207 bytes) Informar é suficiente para prevenir?
bullet.gif (207 bytes) Fatores de risco e fatores protetores
bullet.gif (207 bytes) Tipos de intervenção preventiva
bullet.gif (207 bytes) Ações preventivas
bullet.gif (207 bytes) Modelos de prevenção
bullet.gif (207 bytes) Tópicos relevantes no planejamento de intervenções preventivas

© IMESC / INFOdrogas 1999-2003. Todos os direitos reservados

barra.gif (2199 bytes)