logop33.gif (2108 bytes)

infoan.gif (53664 bytes)

drogas.gif (6090 bytes)

barra.gif (2199 bytes)

Em: 21/06/1994

"Depois de cheirar cocaína, a substância permanece no sangue por um determinado tempo, podendo ser detectada em exames de sangue. Depois de quanto tempo da ingestão da substância, um exame de sangue deixaria de apresentar sinais da droga?"

Consultamos profissionais da área de Toxicologia e fomos informados que, para determinadas análises toxicológicas, a urina é preferencialmente utilizada uma vez que, no sangue, em poucas horas, a substância não pode ser mais encontrada.

No caso da cocaína, normalmente não se faz exame de sangue visto que, no máximo até 5 horas (este período de tempo varia de pessoa para pessoa), ela é biotransformada pelo fígado. Desta forma, a urina é o material mais adequado para o exame. Nela, pode detectar-se a cocaína de 2 a 5 horas depois do uso. Após este período, o exame de urina detecta um derivado da cocaína chamado benzoilecgonina que permanece na urina de 2 até 4 dias após o uso.

Na maioria dos exames toxicológicos procura-se detectar derivados da substância supostamente ingerida. Como no caso do Maradona, as substâncias encontradas no exame, que confirmaram o uso de efedrina, foram os derivados que compõem a mesma e, não, a efedrina propriamente dita.

Finalmente, gostaríamos de esclarecer que exames toxicológicos são realizados à pedido médico e/ou do poder judiciário.

Leia também "Exame toxicológico" em "Definindo conceitos".